Compras online escapam à crise em Portugal

Os resultados do Barómetro ACEP/Netsonda para o último trimestre de 2008 mostram que as vendas online continuam a crescer, escapando à crise que se instalou neste período no canal de comércio tradicional.

Os números do barómetro, hoje divulgados, revelam que 82% dos sites que participaram no inquérito registaram um aumento de vendas quando comparado com o período homólogo de 2007, mas foram também conquistados novos clientes, com mais de metade das empresas a admitirem um aumento do número de clientes até 50%, enquanto um quarto das lojas indica um crescimento superior.

A Electrónica, incluindo telemóveis, os produtos de informática, DVDs e Vídeos, Jogos e Consolas, Livros e Revistas e ainda Alimentação e Tabaco são as categorias que se mantêm na liderança das vendas destes sites.

"Os índices de crescimento registados não apenas no volume de clientes, de transacções, mas também nos investimentos realizados pelas entidades que se dedicam ao negócio digital, e a sua predisposição para manterem este ritmo, são bem reveladores da importância crescente que o comércio electrónico está a ter no nosso país", admite Alexandre Nilo Fonseca, Presidente da ACEP, em comunicado.

A Associação revela ainda um sentimento de optimismo em relação à evolução dos negócios online, com 43,5% dos inquiridos a admitir que o ritmo de vendas vai acelerar. O investimento é prova disso mesmo, apesar de existir aqui algum recuo. 40,7% dos membros da ACEP que responderam ao inquérito referiram ter aumentado o investimento no seu site, face aos 44,8% registados no terceiro trimestre de 2008.

Este inquérito foi realizado entre Fevereiro e Março de 2009 e os dados são recolhidos junto de uma amostra representativa das empresas de Comércio Electrónico associadas da ACEP, integrando uma grande variedade de sectores económicos e algumas das empresas mais representativas do sector.

2009-04-16




  Valid XHTML 1.0 Transitional

Get Firefox!